Economia

Artesp estuda implantar pedágio entre São Carlos e Araraquara

Proposta de nova concessão da Rodovia Washington Luís (SP-310) prevê novas marginais em São Carlos e terceira faixa, além de nova base operacional na cidade

A viagem entre São Carlos e Araraquara poderá “ganhar” um pedágio no futuro. Proposta apresentada nesta quinta-feira (21) pela Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp) durante audiência pública na capital paulista.

A proposta gestada pelo governo do Estado ainda é preliminar. Na minuta apresentada em São Paulo, há a previsão de instalação de praça de pedágio no km 255, entre os municípios de Ibaté e Araraquara.

“Volto a repetir que não é a definição final a colocação dos pedágios e não são dadas como irreversíveis na sua posição. Eles podem ser alterados e devem ser se o estudo demonstrar e for a contribuição das regiões deslocar a sua posição original. Mas, para um primeiro estudo, esse foi o cenário apresentado para dar equilíbrio para a toda a concessão com relação aos investimentos ao longo dos 30 anos”, afirmou o diretor-geral da agência, Milton Persoli.

A proposta de nova modelagem de concessão prevê descontos de 5% para usuários que pagam o pedágio com tags e abatimento progressivo para quem tem uso assíduo.

Durante o prazo de concessão são previstos investimentos da ordem de R$ 3,5 bilhões. Além da Rodovia Washington Luís (SP-310), em trecho entre São Carlos e Mirassol, integram o pacote a Rodovia Brigadeiro Faria Lima, entre Matão e Bebedouro, e a SP-333, entre Sertãozinho e Borborema. O entendimento da agência é que novas praças de pedágio sejam ativadas somente depois da concretização das obras.

O edital será finalizado após a realização de audiências públicas ao longo da próxima semana em diversos municípios. A concessão das rodovias da região entrará em pauta em Araraquara na quarta-feira (27), às 10h, no Auditório do Sest/Senat.

Após as audiências públicas, a Artesp deverá estudar as alterações pedidas pela comunidade. O lançamento do edital está previsto para fevereiro. O leilão do lote de concessão está previsto para junho e a assinatura do contrato em dezembro do ano que vem.

Investimentos em São Carlos

A nova rodada de investimentos no lote Noroeste prevê aportes em São Carlos. Para o município estão previstos R$ 234 milhões na construção de marginais ao longo da passagem da SP-310 pelo município.

Outra obra que está na minuta da Artesp que deve melhorar a fluidez da Washington Luís na região central é a instalação da terceira faixa em 51 km de rodovias. São Carlos também poderá ganhar Base de Serviços Operacionais (BSO).

“Temos várias cidades muito importantes, com um potencial de desenvolvimento grande. Quando trazemos uma concessão aumentamos o potencial de desenvolvimento da região”, afirmou Persoli.

Procurada, a Prefeitura de São Carlos afirmou que não recebeu oficialmente o estudo e que se trata de uma discussão conduzida pela Artesp.

Em nota, a Artesp informou que o projeto de concessão está em fase de audiência pública, “etapa para ouvir os pleitos e sugestões da população”.

“As informações preliminares foram apresentadas na primeira audiência, realizada manhã de hoje, e está disponível no canal da Artesp no youtube para consulta”.

O órgão prossegue informando que “os detalhamentos do projeto serão divulgados após a conclusão e aprovação da modelagem final para o lançamento do edital”.

Questionada, a Triângulo do Sol, atual concessionária do trecho da Rodovia Washington Luís entre São Carlos e Mirassol não respondeu até o fechamento desta reportagem.

Mostrar mais

Edson Amaral

O Site Revelando São Carlos prima pela qualidade de suas informações, pois considera importante qualificar as discussões nas suas áreas de maior abrangência, como política, noticias de São Carlos e região, economia, educação, assuntos de relevância social, etc, a fim de prestar o melhor serviço a nossos leitores.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios